Juscelino Filho defende piso salarial para profissionais da enfermagem

O deputado declarou apoio irrestrito ao projeto de lei que estabelece remuneração mínima e jornada semanal para a categoria. Para ele, valorização deve ir além de palavras de homenagem

O deputado federal Juscelino Filho (DEM-MA) manifestou apoio irrestrito ao piso salarial nacional para enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem e parteiras. A fixação da remuneração mínima para esses profissionais está prevista no PL 2564/2020, que deve ser votado no Senado nas próxima semanas para, então, seguir para análise da Câmara.

Assista ao vídeo!

“O benefício é devido, justo e mais do que merecido. Temos que reconhecer e valorizar esses profissionais com medidas concretas, para além de palavras de homenagem e aplausos na janela. O projeto que estabelece o piso e a jornada, assim como todas as reivindicações da categoria, tem meu total apoio no Congresso Nacional. Essa luta também é minha”, afirmou.

Juscelino Filho lembrou que o trabalho e a importância do pessoal da enfermagem ficaram ainda mais evidentes durante a pandemia da Covid-19. “Nessa absurda tragédia humanitária, que já enlutou quase 400 mil famílias, somos testemunhas da dedicação desses anjos da guarda para salvar vidas e cuidar dos pacientes. Como cidadão e como médico, externo minha gratidão, orgulho e admiração por todos eles”, disse.

O PL 2564/2020, de autoria do senador Fabiano Contarato (REDE-ES), fixa o piso salarial dos enfermeiros em sete salários mínimos e a jornada de trabalho de 30 horas semanais. Pelo texto, os técnicos em enfermagem receberão pelo menos 70% do valor, e os auxiliares e as parteiras, 50%. Se aprovados, as remunerações valerão em todo o território nacional.

Carregue mais artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Juscelino Filho propõe centros de reabilitação para tratar sequelas da Covid

Segundo o deputado, que já atua junto ao Congresso Nacional e ao Ministério da Saúde, serã…